A reforma do mapa judiciário, alegadamente, “visa melhorar o funcionamento do sistema judicial e alcançar uma prestação de justiça de qualidade”, através da implementação de jurisdições especializadas, proporcionando “uma resposta judicial ainda mais flexível e mais próxima das populações.”.

 
 
Crystal Lynn Meneses, advogada associada da JPG & Associados, participa na 3ª edição do suplemento  "ExLibris" distribuído juntamente com o jornal "PÚBLICO" a 27 de fevereiro de 2014.
Para ler o artigo completo clique aqui.